Ana Flávia Weidman

Ana Flávia Ribeiro Weidman, 31 anos, é servidora pública federal e já veio ao mundo comemorando uma vitória rubro-negra. É perdidamente apaixonada pelo Furacão e fica com os olhos marejados toda vez que vê o time entrando em campo e ouve os primeiros acordes do hino atleticano!


27/08/2014

..., vamos direto aos pontos: Leandro Ávila, a estreia na Copa do Brasil, os dois zagueiros e a festa de retorno à Baixada.


15/08/2014

Este retorno é simbólico. Marca um grande feito. Pontua um novo e, esperamos todos, promissor futuro para o clube. Deve ser comemorado. Celebrado. Tem que ter festa!


14/07/2014

É um sonho! A Baixada ficou linda, está a nossa cara e o futuro certamente nos dará momentos inesquecíveis para serem vividos ali naquele gramado.


14/05/2014

O dia chegou!


24/04/2014

Não é tão difícil atingir o coração do torcedor. Basta deixar de lado o jeito homem de negócios de agir e pensar como um de nós: com amor e paixão!


16/04/2014

... só parem de tentar me colocar um cabresto e dizer como eu devo me comportar. Deixe-me curtir o meu amor!


25/03/2014

Nasci atleticana. Não tenho como negar tal fato, nem lutar contra esse impulso rubro-negro. Morrerei atleticana.


18/03/2014

Nem Petkovic nem Miguel Ángel. Não tenho confiança em nenhum dos gringos que comanda o Furacão.


11/02/2014

E nesse clima de "tudo é possível" vamos pro primeiro jogo da fase de grupos da Copa Libertadores já na quinta-feira.


04/02/2014

... é a partida que define a nossa participação no torneio mais importante do continente. Muita coisa em jogo e não podemos deixar a vaga escapar!


28/01/2014

O ano mal começou e já temos o jogo mais importante da vida na quarta-feira. Vamos vencer, meu Furacão!


14/01/2014

... decidi que em 2014 quero curtir o Atlético com a ignorância que eu tinha anos atrás.


25/11/2013

Como eu amo esse clima de agonia, essa esperança de título compartilhada, esse sonho atrevido de conquistar um caneco épico no maior do mundo, na pretensão moleque de meter o nosso Maracanazo na história do futebol. Já tenho um sorriso no rosto e o coração cheio de alegria só de poder sonhar com um feito desses.


19/11/2013

Acreditar não é ter soberba. Ter fé no título é bem diferente de desprezar o adversário. E pelo que vejo dos jogadores atleticanos, motivação para lutar até o fim não faltará.


05/11/2013

Garantir a vaga na Libertadores é importante, mas nada se compara ao sentimento de ser CAMPEÃO!


03/09/2013

... prefiro viver essa euforia e depois ter que juntar os cacos de um coração em pedaços a passar por uma vida inteira sem experimentar a emoção que só o Atlético é capaz de proporcionar!