Furacao.com
Notícias

Nenhum | domingo, 15 de fevereiro de 2004, 15h32

O coração continua valente

Por: Furacao.com

Foto Destaque

Washington provou que está em ótima forma.
Foto: Paraná-Online.

O Atlético venceu o Iraty por 3 a 1 em partida realizada na tarde deste domingo no Estádio Coronel Emílio Gomes, em Irati. Com esse resultado, o Furacão não poderá mais ser ultrapassado e garantiu por antecipação a primeira colocação do Grupo A do Campeonato Paranaense.

Minutos antes do início da partida, o técnico Mário Sérgio revelou que estava preocupado com um possível excesso de confiança de seus atletas. Essa situação, popularmente chamada de "salto alto", poderia prejudicar o rubro-negro na partida. Entretanto, o receio do treinador foi desfeito logo nos primeiros minutos de jogo, com a força ofensiva demonstrada pelo Furacão.

Aos 2 minutos, Ilan sofreu falta próximo da área, na ponta-esquerda. Na cobrança, Jadson cruzou para a área e Marcão cabeceou para o centro da área. A bola sobrou para Washington, que demonstrou oportunismo e mandou para o fundo das redes. O Iraty respondeu em boa jogada de Chimba, que chutou rasteiro de fora da área, obrigando Cléber a fazer uma boa defesa.


Washington voltou a ter outra chance para marcar aos 10 minutos, mas desperdiçou. Dois minutos mais tarde, Ilan cabeceou e Emerson fez boa defesa. Aos 16, o Iraty não suportou a pressão. Jadson lançou Marcão na ponta-esquerda. O lateral cruzou para a área, Emerson desviou, a bola bateu na cabeça de Wesley e sobrou para Washington. Livre, o atacante marcou seu terceiro gol com a camisa rubro-negra.

O terceiro gol atleticano quase saiu aos 21 minutos, quando Ilan recebeu passe de William, driblou o goleiro e chutou. Porém, o volante Rodrigo Costa conseguiu salvar o gol em cima da risca, em uma jogada incrível. Na seqüência, Igor aproveitou o cruzamento do escanteio e cabeceou para o gol, mas novamente a zaga do Iraty salvou.

Nos vinte minutos finais, o Furacão diminuiu o ritmo e deixou a equipe da casa crescer. Adriano, que havia entrado no lugar do contundido Chimba, foi o jogador mais perigoso, criando diversas chances. Aos 23, ele obrigou Cléber a fazer boa defesa. Depois, Galvão ameaçou a meta atleticana com duas cabeçadas, aos 25 e aos 27.

Aos 31, Adriano dominou no peito e chutou forte, mas Cléber fez ótima defesa e manteve sua invencibilidade. Sete minutos depois, o goleiro não conseguiu evitar o gol do Azulão. O lateral-direita Claudio cobrou falta com precisão e descontou. O Iraty poderia ter empatado aos 40 minutos em jogada de Adriano, mas Cléber defendeu mais uma vez, mandando para escanteio.

No final da primeira etapa, Igor marcou o terceiro gol atleticano. Jadson cobrou escanteio aos 44 minutos, Marcão tentou arrematar e a bola sobrou para Igor, que mandou para o gol de Emerson.

Segundo tempo: mais marcação, menos emoções

Mesmo com a vitória parcial, o técnico Mário Sérgio expressou sua insatisfação pela fragilidade do sistema defensivo atleticano nos minutos finais do primeiro tempo. Por isso, realizou duas substituições já para o início da etapa final: sacou Ilan e Jadson e colocou em campo Bruno Lança e André Luiz. O último assumiu a lateral-direita, Fernandinho foi adiantado para o ataque ao lado de Washington e o meio passou a formar com Alan Bahia, Ramalho, Bruno Lança e William.

Porém, o reforço no meio-campo não produziu resultados imediatos. O Iraty voltou pressionando no início do segundo tempo e assustou com conclusões de Adriano, logo a 1 minuto e de Galvão, aos 2. Aos 7, Careca chutou de longe e a bola passou perto do gol de Cléber.

O Atlético voltou a atacar o Iraty aos 13 minutos, com o lateral-esquerda Marcão. Empolgado com o gol marcado no clássico contra o Paraná, ele avançou e chutou para o gol, mas a bola saiu para tiro de meta. Dois minutos depois, Fernandinho tocou para Washington, que bateu em cima da zaga. Aos 18 minutos, o Iraty perdeu uma ótima chance. Assis ficou cara a cara com Cléber, mas não conseguiu marcar.

Cansado, Washington deixou o gramado alguns minutos depois, sendo substituído por Renna. Coincidência ou não, mas a entrada de Renna deu novo ânimo ao Atlético. Aos 30 minutos, o atacante baiano fez uma linda jogada e, de bicicleta, mandou a bola no travessão do Iraty. Logo depois, William deu um chapéu no zagueiro Sandro e chutou para o gol, mas o goleiro Emerson conseguiu defender.

Aos 36 minutos, Marcão recebeu lançamento de longa distância e ajeitou para Rogério Corrêa, que surgiu como surpresa no ataque. Ele chutou forte para o gol e Emerson defendeu no centro do gol. No minuto seguinte, William e Renna voltaram a protagonizar outra boa jogada. O meia cobrou falta na área e Renna cabeceou para o gol, mas Emerson espalmou e a zaga afastou. Foi a última chance do rubro-negro de ampliar o marcador.

Assim, com os gols marcados na primeira etapa, o Furacão garantiu mais uma boa vitória no Campeonato Paranaense e confirmou a primeira colocação do Grupo A, com uma rodada de antecedência. O time voltará a campo no próximo final de semana para enfrentar o Rio Branco, na Arena da Baixada.

6ª Rodada - Paranaense - (15/02/04) - Iraty 1 x 3 Atlético
L: Cel. Emílio Gomes; A: Francisco Carlos Vieira (PR); CA: Ramalho, Adriano, Alexandre, Marcão, Fernandinho, Rogério Corrêa, Nelinho; P: 3.228; R: R$ 22.360,00; G: Washington, aos 2 e aos 16, Claudio, aos 38, e Igor, aos 44 do 1°.

IRATY: Emerson; Claudio, Sandro, Nelinho e Wesley (Careca); Russo, Rodrigo Costa (Assis), Chimba (Adriano) e André Luís; Alexandre e Galvão. T: Paulo Campos.

ATLÉTICO: Cléber; William, Igor, Rogério Corrêa e Marcão; Ramalho, Alan Bahia, Fernandinho e Jadson (André Luiz); Washington (Renna) e Ilan (Bruno Lança). T: Mário Sérgio.



Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=7946

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active