Furacao.com
Notícias

Nenhum | domingo, 08 de fevereiro de 2004, 15h01

Um é pouco, dois é bom, três é demais!

Por: Furacao.com

Foto Destaque

Renna comemora seu gol com Fernandinho.
Foto: Paraná-Online

O Furacão goleou o Paraná Clube por 3 a 0 em jogo realizado na tarde deste domingo na Arena da Baixada. O Atlético foi bem durante todo o jogo e marcou seus três gols no segundo tempo. O primeiro foi marcado por Washington, que estreou com a camisa rubro-negra e foi ovacionado pela torcida.

O rubro-negro foi superior durante a primeira etapa e teve ótimas chances para marcar, todas sem sucesso. Logo aos 3 minutos, Jadson cobrou escanteio e a bola sobrou para Alessandro Lopes, que não conseguiu alcançá-la. Momentos depois, Jadson voltou a cruzar bem e Fernandinho cabeceou, mas a bola passou à esquerda do goleiro Flávio.

Essa mesma jogada, cruzamento de Jadson e cabeçada de Fernandinho, voltou a ameaçar Flávio aos 15 minutos. Desta vez, o goleiro paranista fez boa defesa. Aos 18, Alessandro Lopes chegou a marcar um gol de cabeça, mas havia cometido falta em João Vítor antes de saltar. O gol foi anulado e a falta, marcada.


A pressão atleticana aumentou nos minutos finais da primeira etapa. Aos 26, Washington tentou cabecear e Flávio mandou para fora, mas o árbitro marcou apenas tiro de meta. No minuto seguinte, Ilan livrou-se de três adversários, mas acabou desarmado pelo zagueiro Gelson Baresi.

O Atlético teve ótima oportunidade aos 31 minutos, em uma triangulação de Ilan, Washington e William. O estreante da tarde foi cortado no momento em que preparava o chute e a bola sobrou para Ilan. O atacante pensou rápido e tocou para William. Livre, o lateral chutou mal e perdeu excelente chance. Aos 32, Washington marcou um gol de cabeça, que também foi anulado pela arbitragem, tendo em vista que Ilan estava impedido.

Essas duas jogadas empolgaram o Furacão, que perdeu chances incríveis em apenas cinco minutos. Logo depois, Marcão lançou Ilan, que acionou Washington. O atacante driblou Flávio, mas chutou nas redes pelo lado de fora. Mesmo com a chance perdida, o jogador teve seu nome ovacionado pela torcida rubro-negra. Empolgado, ele protagonizou uma bela jogada, dando um chapéu em Gelson Baresi dentro da área, antes de perder a bola.

Aos 45, o Paraná Clube resolveu responder, mas o chute de João Vítor saiu muito fraco e Diego fez tranqüila defesa.


Torcida compareceu em bom número à Baixada

Segundo tempo: massacre atleticano

O Atlético iniciou o segundo tempo no mesmo ritmo que havia terminado o primeiro. Logo no início, Ilan tentou uma bicicleta, mas não alcançou a bola. Depois, Washingtou cabeceou com perigo, mas Flávio conseguiu fazer a defesa. No contra-ataque, o Paraná criou sua melhor chance no jogo até então, mas Éverton não chegou a tempo de concluir o cruzamento na área. Aos 5 minutos, o lateral-esquerda Anderson cometeu falta violenta em Rogério Corrêa e foi expulso, pois já havia recebido o cartão amarelo na primeira etapa.

Parecia que era o que estava faltando para o rubro-negro finalmente conseguir marcar. Aos 7 minutos, Jadson cobrou falta rasteira na área. Washington, bem posicionado, bateu com precisão para o gol, tirando do alcance de Flávio e marcando seu primeiro gol com a camisa rubro-negra. Emocionado, o artilheiro partiu em direção do centro do gramado e ajoelhou-se, apontando para o céu. Em êxtase, a torcida começou a gritar seu nome.

Depois do gol, o zagueiro Alessandro Lopes recebeu o cartão amarelo e acabou sendo substituído pelo lateral-direita André Luiz, que fez sua estréia na categoria profissional. Aos 9, Ilan foi lançado na área por Marcão, mas foi derrubado pela zaga paranista. O árbitro Héber Roberto Lopes não só não marcou o pênalti como também mostrou o amarelo para o atacante.

Mesmo jogando melhor, o Atlético não escapou de sofrer alguns sustos. Jean Carlo lançou Cacau aos 12 minutos. O atacante girou na área e chutou para o gol, mas Diego fez excelente defesa. Na jogada, o goleiro atleticano se machucou e precisou de atendimento médico.

Aos 23 minutos, Washington foi substituído por Renna. O atacante deixou o campo aplaudido de pé pela torcida rubro-negra, uma justa homenagem à excelente estréia do jogador. Cinco minutos depois, o Atlético quase chegou ao segundo gol. Jadson e Renna fizeram boa jogada e o meia acabou chutando para fora.

Logo depois, Renna fez outra boa jogada, mas o individualismo o atrapalhou. Em lugar de cruzar para a área, onde Ilan e Rogério Corrêa aguardavam bem posicionados, o atacante baiano tentou concluir sozinho e bateu cruzado, para fora. Mas era apenas o prenúncio de que ainda viriam mais gols.

Aos 31 minutos, o lateral Marcão recebeu lançamento de Renna na esquerda, invadiu a área, ergueu a cabeça e chutou forte no lado esquerdo de Flávio, marcando seu segundo gol no Campeonato Paranaense.

Cinco minutos mais tarde, Marcão invadiu a área e tocou para Ilan. A bola acabou ficando com Renna, que chutou mal. Mas aos 38 minutos, ele não desperdiçou. Marcão fez boa jogada pela esquerda e tocou para Jadson. O meia fez um lançamento primoroso para Renna, que driblou Flávio e marcou seu primeiro gol com a camisa rubro-negra. A torcida comemorou cantando o trecho do hino que diz "a camisa rubro-negra só se veste por amor".

Com a bela vitória, o Furacão isolou-se na liderança do Grupo A do Campeonato Paranaense, com 13 pontos. O time voltará a campo no próximo domingo, contra o Iraty, no primeiro jogo do time fora de Curitiba neste ano. Já o Paraná caiu uma posição é o lanterna da chave, ficando ainda mais distante da classificação para a próxima fase.



5ª Rodada - Paranaense - (08/02/04) - Atlético 3 x 0 Paraná Clube
L: Arena da Baixada; A: Héber Roberto Lopes (PR); CA: Alan Bahia, Alessandro Lopes, Ilan, João Vitor, Rogério Corrêa, Athos, André Luiz e João Paulo; CV: Anderson; P: 14.921; R: R$ 156.370,00; G: Washington, aos 7, Marcão, aos 31 e Renna, aos 38 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; William, Alessandro Lopes (André Luiz), Rogério Corrêa (Fabiano) e Marcão; Alan Bahia, Ramalho, Jadson e Fernandinho; Ilan e Washington (Renna). T: Mário Sérgio.

PARANÁ CLUBE: Flávio; Erivélton (Jean Carlo), Gélson Baresi (João Paulo), Fernando Lombardi e Anderson; João Vitor, Éverton César, Wilian e Athos; Éverton e Vandinho (Cacau). T: Saulo de Freitas.



Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=7844

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active