Furacao.com
Notícias

Brasileiro | quinta-feira, 03 de agosto de 2017, 21h27

Furacão arrasou tudo pela frente!

Por: Thays Kloss (Furacao.com)

Foto Destaque

Eduardo Henrique entrou inspirado no jogo. Substituindo Rossetto, o jovem jogador marcou dois na par

Depois de vencer o Vasco por 1 a 0, o Atlético recebeu o Avaí na noite desta quinta-feira (03), pela 18 rodada do Campeonato Brasileiro. A última vitória encerrou o jejum de nove jogos sem vitórias e o Furacão veio buscar a segunda vitória seguida para se afastar ainda mais da Zona de Rebaixamento. Não só conseguiu como dominou o jogo inteiro e saiu com uma goleada de 5 a 0, encerrando também o período de quatro jogos sem vitória em casa.

Camisa nova, vontade renovada

Estreando o novo modelo de camisa, o Atlético começou a partida já propondo o jogo e o Avaí posicionado na defesa. Já aos dois minutos, o Furacão vinha atacando. Nikão partiu em velocidade, mas foi desarmado. Aos três, Sidcley acionou Ribamar na área, mas a zaga do Avaí levou a melhor e mandou a bola pra longe. O Rubro-Negro continuou a tentar atacar, trocando passes para tentar achar espaço e avançar. O Avaí ficou esperando o contra-ataque e se fechando na defesa. Aos 4 minutos, Cascardo mandou na área para Lucas Fernandes aproveitar, mas o camisa 23 acaba cometendo falta. Aos 5 Sidcley e Ribamar, mais uma vez dentro da área, tentam jogada, mas falham. Logo após, Guilherme aparece na linha de fundo, mas ao cruzar a bola manda sem direção pra fora.

Aos oito minutos o Avaí passou perto, Júnior Dutra avançou pela esquerda, se livrando da marcação e bateu bem na bola, que passou rente ao travessão. Aos nove, o time catarinense veio mais uma vez pra cima, com jogada de Joel pela direita, que cruza e a bola sobra para Leandro Silva, que para a sorte do Atlético bate desequilibrado. A bola ainda sobrou para Romulo, que chutou em cima da marcação.

O Atlético teve sua chance de retribuir aos 10 minutos, com o primeiro arremate a gol. Nikão bateu de fora da área pro meio do gol, o goleiro Douglas fez uma grande defesa. Logo em seguida, Sidcley ganhou a bola em cima de Leandro Silva e mandou para a área, mas Ribamar foi travado. Na sobra, Guilherme tentou, mas a bola parou na marcação.

Com 70% de posse de bola, só dava Atlético. Aos 13 minutos Lucas Fernandes recebeu livre e cruzou. A bola acabou passando por todo mundo e saiu na linha de fundo. Nikão tentou de novo aos 16, armando um chute para o gol, mas a bola explodiu em Judson, que se jogou na frente e deixou para a lateral.

Aos 20 minutos, o Furacão ainda trocando passes e fazendo o Avaí recuar. Aos 21, Nikão cruza para Lucas Fernandes, o meia domina e cruza novamente, mas pra ninguém. O Avaí ainda tentou algumas jogadas, mas sem sucesso. Aos 24, Judson fez falta em Lucas Fernandes. Nikão bateu com força a falta, obrigando Douglas a cair e espalmar o chute. O Furacão ainda teve chance no rebote, com Ribamar, mas a bola sai pelo alto.

Aos 31 minutos mais uma chance de abrir o placar. Nikão cruzou para a área, a defesa afastou, mas a bola sobra para Lucas Fernandes. O jogador tentou marcar o gol, mas o chute explodiu em Capa. Aos 32 novamente Nikão chutou com força e a bola bateu na mão de Betão, falta para o Atlético. Na cobrança da falta, veio o resultado merecido. Matheus Rossetto cobrou mal, a bola bateu na barreira, mas sobrou limpa no pé de Guilherme, que encheu a rede e marcou para o Furacão.

Depois do gol, o Avaí tentou sair mais e começou a pressionar nos minutos finais nas cobranças de escanteio. Mas a zaga atleticana afastou o perigo e garantiu o 1 a 0 para o intervalo.

O Furacão passou arrasou tudo

O segundo tempo começa mais truncado. Com o começo cheio de paralisações. Ainda atacando mais, já no primeiro minuto Guilherme cruzou na área, a zaga tentou afastar, Ribamar não domina e Pavez tenta emendar o chute, mas a bola sai. Aos 3, Nikão se livrou de dois marcadores, cruzou com força e a bola correu por toda a área até chegar em Lucas Fernandes, que sofre falta.

Na cobrança, Rossetto manda a bola rasteira, Guilherme chega a dominar na entrada da área e chuta de bico, para bater no zagueiro. Aos oito minutos foi a vez de Weverton brilhar. Pedro Castro chutou de longe, a bola fez a curva e quase entrou, mas o goleiro saltou e espalmou a bola.

Mas aos 10 minutos veio a recompensa. Cascardo vem pela direita, cruza para o gol, o goleiro espalma e a bola sobra para Guilherme que estava livre e fez o segundo na partida. Dois minutos depois Nikão tentava jogada na área, cruzou a bola, que bateu em Capa e entrou no gol. O goleiro Douglas ainda tentou defender, mas o árbitro marcou o terceiro para o Atlético, contra.

O jogo continuou como no primeiro tempo, com o Atlético dominando o jogo e o Avaí tentando se defender. O time catarinense só levou perigo aos 23 minutos, com cruzamento de Pedro Castro para Weverton tirar no soco. Aos 25 a estrela de Eduardo Henrique brilhou. Numa jogada, Eduardo Henrique passa para Guilherme que devolve deixando a bola pronta para Eduardo chutar cruzado e marcar. A bola ainda bateu em Capa, mais uma vez, antes de entrar.

O Avaí até tentou, mas sem chances. Aos 29, Maurinho recebeu na área, limpou a jogada e se ajeito para chutar, mas a bola parou em Thiago Heleno. Aos 32 mais um cruzamento na área do Atlético, mas Leandro Silva chuta sem força e para fora.

No lance seguinte, a noite estava para Eduardo Henrique. Numa jogada de Éderson, que cruzou para a área e o jovem cabeceou livre, bem no canto, pra abrir ainda mais a goleada.

O Avaí até tentou fazer alguma coisa depois dos gols, mas ficou correndo sem muito perigo. O Atlético continuou a pressionar, roubando a bola e ainda no jogo. No último respiro Capa ainda tentou cruzar na pequena área, aos 44, mas Weverton espalma e tira o perigo.

Com o resultado, o Atlético se distancia a parte debaixo da tabela, consegue a segunda vitória seguida sem sofrer gols e garante a décima primeira posição no campeonato.

OS GOLS (SE HOUVER)
1x0 - 34’/1º: Guilherme - Matheus Rosseto cobra com força, a bola bate em Betão e sobra limpinha para Guilherme completar para a rede. O Atlético-PR sai na frente na Baixada

2x0 - 10’/2º: Guilherme - Cascardo chuta da lateral para o gol, o goleiro Douglas espalma e a sobra fica para Guilherme balançar as redes de novo.

3x0 - 12’/2º: Capa - Nikão cruza com força na área, a bola ia cruzando a pequena área e bate em Capa até cruzar a linha do gol. Douglas ainda tenta tirar, mas o árbitro confirma o terceiro gol do Furacão.

4x0 - 25’/2º: Eduardo Henrique - Em jogdinha, Eduardo Henrique passa para Guilherme que devolve deixando a bola pronta para Eduardo chutar cruzado e marcar.

5x0 - 32’/2º: Eduardo Henrique - Éderson cruza para a área e Eduardo cabeceia livre, bem no canto.

PRÓXIMOS JOGOS: Palmeiras (fora/Brasileiro), Santos (fora/Libertadores), Bahia (casa/Brasileiro).

Brasileiro - (27/07/17) - Atlético 5 x 0 Avaí
L: Arena da Baixada; H: 21h45; A: Leandro Bizzio Marinho (SP / CBF) CA: Matheus Rossetto (CAP), Betão (AVA), Judson (AVA); CV: não houve; PP: 11.998; PT: 14.040; R: R$ 156.650,00; G: Guilherme, aos 34’ do 1º e 10' do 2º; Capa (contra), aos 12’ do 2º; Eduardo Henrique, aos 25' do 2º e aos 32' do 2º tempo.

ATLÉTICO: Weverton; Gustavo Cascardo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley (Fabrício 42'); Esteban Pavez, Matheus Rossetto (Eduardo Henrique 70'), Nikão, Guilherme e Lucas Fernandes; Ribamar (Éderson 67'). T: Fabiano Soares.

AVAÍ: Douglas Friedrich; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e Capa; Judson, Wellington Simião (Luan Pereira 56') e Pedro Castro; Júnior Dutra, Romulo (Maurinho 63') e Joel (Willians 71'). T: Claudinei Oliveira.



Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=49183

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active