Furacao.com
Notícias

Brasileiro | domingo, 02 de julho de 2017, 17h55

Vitória para o árbitro

Por: Thays Kloss (Furacao.com)

Foto Destaque

Atlético jogou mal, mas foi prejudicado pela arbitragem. [foto: FURACAO.COM/Joka Madruga]

Procurando a quinta vitória seguida no Brasileirão, o Atlético foi até a Ilha do Retiro enfrentar o Sport pela 11ª rodada do campeonato. Os dois times vinham se recuperando na tabela, precisando de pontos para se afastar ainda mais da ZR e se aproximar do G6.

O gramado do estádio rival estava em péssimas condições, o que foi resgistrado pela equipe atleticana.

Começo desanimador...

Atlético no primeiro tempo só se defendeu, com pouquíssimas jogadas e saídas para o ataque. O time parecia mau posicionado e sem criação no meio. os números refletiram a postura da equipe:

Sport x Atlético-PR
Posse de bola: 54% x 46%
Finalizações: 9 x 0
Chance real de gol: 2 x 0
Escanteios a favor:6 a 2
Roubadas de bola: 9 x 6
Finalizações fora: 3 x 0

Nos primeiros minutos de jogo o Atlético até tentou poucas jogadas, no primeiro minuto de jogo Lucho recebeu a bola perto da área a deu um tapa para Matheus Anjos pegar, mas o jogador caiu na hora de tentar finalizar e perdeu a chance. Depois foi a vez de Douglas Coutinho brigar com Everton Felipe pela bola, mas ela saiu pela lateral. Sem criar muito, o Sport começou a ir mais para cima, mesmo com poucas chances reais de gol, o time da casa tomou a posição mais ofensiva durante todo o tempo.

Aos 4 minutos Sander recebeu a bola em profundidade pela esquerda e cruzou perto da linha de fundo. Aos 10, novamente Sander lançou a bola, Osvaldo recebeu e arrumou no peito para chutar de primeira. A bola foi alta demais, para a sorte do Atlético. Dois minutos depois, Osvaldo achou espaço pela direita e tentou cruzar, mas Nicolas chegou para cortar e mandar para fora. Aos 14, Everton Felipe ganhou na corrida de Cascardo e cruzou na área, Rithely girou, mas o chute saiu sem direção.

O Atlético começou a apertar mais a marcação aos 20 minutos, mas também não conseguiu ficar com a bola. Aos 22, André puxou o ataque ára a área e churou para o gol, a bola explodiu na defesa antes de chegar ao gol. Nos 31 minutos, Lucho fez falta em Patric na intermediária. Cobrando rapidamente, Diego Souza recebeu e tentou o cruzamento, mas Deivid tirou a bola de qualquer jeito. Aos 32, foi a vez do Furacão tentar. Weverton lançou a bola para Lucho, que passou para Rossetto emendar a bola para Grafite, mas o atacante sofreu falta.

Aos 36, o Sport começou a dar mais perigo. Rithely finalizou forte para o gol, mas WWeverton defendeu. Mas aos 39 minutos o susto veio em dobro. Primeiro com bola cruzada pela direita, no segundo pau, Osvaldo apareceu para cabecear e Weverton teve que defender no susto, brigando com a defesa atleticana. Logo em seguida, mais um cruzamento para a área e André finaliza, mas a bola fica na trave. Aos 43 mais uma chegada na área do Sport, Osvaldo arrancou pelo meio, segue pela esquerda sem encontrar resistência, mas acaba perdendo a bola para Wanderson. O Atlético vai para o vestiário precisando melhorar.

Segundo tempo de horror

O segundo tempo não mudou muita coisa. O Sport começou pressionando e o Atlético com poucas chances. Logo aos 4 minutos, na cobrança de falta, Diego Souza mandou a bola na área, mas ela quicou e ficou nas mãos de Weverton. Aos 6 o ATtético tentou revidar, Nicolas chegou pela esquerda e cruzou fechado para o gol. O goleiro Magrão teve se esticar todo para evitar o gol.

Mas essa foi a úni9ca chance no começo do tempo que o Atlético teve. Aos 7 minutos, Diego Souza arrancou pelo meio e fez o passe para Everton Felipe pela esquerda. Sorte que a pontaria não foi boa e o cruzamento para André saiu torto. Errando muito, aos 11 o Sport teve novo lançamento pela esquerda com Diego Souza, mas Durval se atrapalhou e acabou chutando para longe.

Continuando se defendendo, o Atlético só via o Sport se aproximar da área. Aos 24, ANdré disparou novamente pela esquerda e cruzou para a área, mas Paulo André estava atento e fez o corte. Mas aos 27 o Furacão levou mais um susto com Diego Souza, que recebeu na área e cabeceou, a bola passou perto da trave. E aos 28 o lance que marcou o jogo. Rogério chutou para o gol, a bola passou pela cabeça e pela coxa de Wanderson, que estava com os braços abertos. Sem ver o lance direito, o árbitro marcou um pênalti inexistente para o Sport, que converteu aos 30 minutos com Diego Souza.

Aos 34 o Sport quase aumentou, Rogério recebeu na área pela esquerda e bateu bem próximo do gol. O Atlético teve a chance de empatar aos 38, com Douglas Coutinho que aproveitou a falha da defesa rival e churou para o gol, mas o goleiro Magrão defendeu.

Nos últimos minutos o Atlético tentou no desespero. Aos 43 uma tentativa de cobrança na área para Magrão tirar. Depois Nicolas tentou chegar pela esquerda, mas foi cortado. No escanteio, Wanderson recebeu pela direita, mas estava em impedido.

ARBITRAGEM VERGONHOSA: O Atlético não jogou bem, mas não mereceu levar o pênalti contra. Totalmente errado e fora do lance, o árbitro marcou um pênalti inexistente que prejudicou o Atlético. Está na hora da CBF acordar e punir os árbitros.


O GOL QUE NÃO PODIA TER EXISTIDO
1x0 - 30’/2º: Diego Souza - Rogério chutou para o gol, a bola bateu na cabeça e depois na coxa de Wanderson. Ele estava com os braços abertos, sem estar irregular, mas o árbitro marcou pênalti inexistente. Diego Souza converteu.



PRÓXIMOS JOGOS: Santos (casa/Libertadores), Chapecoense (fora/Brasileiro), Cruzeiro (casa/Brasileiro).

Campeonato Brasileiro - (02/07/2017) – Sport 1 x 0 Atlético
L: Ilha do Retiro; H: 16h00; A: Grazianni Maciel Rocha (RJ) CA: Diego Souza (44')– SPO; Matheus Rossetto (22'), Bruno Guimarães (67'), Wanderson (74') – CAP ; PP: não divulgado; PT: não divulgado; R: R$ 253.766,00; G: Diego Souza, aos 30 do 2º.

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithely, Patrick, Everton Felipe (Rogério (60') e Diego Souza; Osvaldo e André (Rodrigo 77'). T: Vanderlei Luxemburgo.

ATLÉTICO: Weverton; Cascardo, Paulo André, Wanderson e Nicolas; Deivid, Rossetto (Bruno Guimarães (65'), Lucho (Carlos Alberto 78'), Matheus Anjos (Yago int.) e Coutinho; Grafite. T: Eduardo Baptista.


Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=49066

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active