Furacao.com
Notícias

Entrevista | sábado, 19 de novembro de 2005, 21h20

Entrevistamos o primeiro reforço do Atlético para 2006

Por: Furacao.com

Foto Destaque

Erandir assinará contrato com o Atlético por três anos [foto: site oficial do Fortaleza]

Nesta sexta-feira, a Furacao.com divulgou em primeira mão na imprensa paranaense o nome da primeira contratação do Atlético para a temporada de 2006. Trata-se do volante Erandir, de 23 anos, que teve uma breve passagem pelo clube em 2001, ano do título brasileiro. Nos últimos quatro anos, Erandir vestiu a camisa do Fortaleza e atualmente é o capitão da equipe. Neste sábado, o site conversou por telefone com o jogador, que confirmou já ter assinado com pré-contrato com o Rubro-negro e demonstrou estar ansioso para se apresentar no CT do Caju em janeiro.

Em campo, Erandir mudou de posição: deixou a zaga e passou a atuar como volante. Fora do campo, ele garante que amadureceu e que a experiência adquirida nos últimos quatros anos será fundamental para apagar a imagem deixada em 2001, quando realizou apenas cinco partidas pelo Furacão. Confira a entrevista exclusiva da Furacao.com com o jogador Erandir:

Sua negociação com o Atlético já está concretizada?
Eu acho que está 100% certa. Já assinei um pré-contrato com o Atlético e só vamos esperar acabar o campeonato para eu assinar o contrato por três anos.

Você chegou receber propostas de outros clubes?
No ano passado o Atlético já tinha me procurado, houve o início de uma negociação, mas acabou não dando certo. Agora o Petraglia me procurou novamente e deu tudo certo. Já assinei o pré-contrato e me apresento ao Atlético em janeiro.

É verdade que outros clubes tinham interesse na sua contratação?
Eu tive propostas também do Internacional, de times de Portugal e da Espanha, mas acabei acertando com o Atlético. O que mais pesou foi a estrutura do clube e também o fato de que eu queria voltar porque tive uma passagem muito rápida aí (no Atlético). A estrutura que o Atlético tem hoje é uma das melhores do Brasil e se você fizer bons campeonatos pelo clube é mais fácil de ir para a Europa um dia.

Volante aconselhou o primo Amaral a ir para o Atlético,
mas negociação depende de empresários

Em 2001, você jogou apenas cinco jogos pelo Atlético e retornou ao Fortaleza. Você acha que agora será diferente?
Estou numa expectativa muito grande. Acho que essa minha volta ao Atlético tem tudo para ser diferente. Eu tinha 17, 18 anos e senti falta da minha família, foi muito difícil. Agora é diferente, eu já tenho uma experiência maior e estou mais maduro. Espero voltar para o Atlético e mostrar meu futebol. O negócio é trabalhar bastante para quando tiver oportunidade poder aproveitar.

Na sua primeira passagem pelo Furacão, você jogou como lateral-esquerda e como zagueiro. Afinal, qual é a sua real posição?
Eu lembro que contra o Cruzeiro eu joguei na lateral-esquerda e nos jogos contra Santos, Flamengo e São Paulo joguei de zagueiro. Na verdade, a minha posição de origem é no meio. Eu comecei jogando como volante, mas como um treinador do Fortaleza queria jogar com três zagueiros, ele me perguntou se eu aceitaria jogar mais atrás. Eu acabei jogando como zagueiro até 2003. Desde aquela época eu estou jogando como volante novamente, que é posição em que eu me sinto mais à vontade.

Como é seu estilo de jogo e suas características?
Eu gosto de marcar bem e também sair para jogar. O Atlético é um time de muita pegada, mas também é ágil, acho que vou me adaptar bem. Eu sei que a pressão aí é grande, mas já estou preparado e tenho certeza de que vai dar tudo certo.

Você continuou acompanhando o Atlético depois que deixou o clube?
Eu tenho visto que o Atlético sempre faz grandes times e hoje tem um grupo muito bom. Foi vice-campeão brasileiro, teve boa atuação na Libertadores. Eu sei que estou indo para um time grande, um time gostoso de se jogar e vou morar numa cidade boa. Acho que apesar do frio, vou me adaptar o mais rápido possível.

Comenta-se que o Atlético teria interesse também na contratação do lateral-direita Amaral, que joga com você no Fortaleza e é seu primo. Você sabe de algo sobre essa negociação?
O Petraglia e o Carletto conversaram comigo e com ele também, mas acontece que o Amaral foi vendido para uma empresa. Não é o mesmo empresário que o meu.

Se você pudesse dar um conselho a ele sobre a carreira dele, o que você diria?
Que ele fosse para o Atlético.

Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=16639

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active