Furacao.com
Notícias

Entrevista | domingo, 04 de setembro de 2005, 22h14

Direto da Seleção, Sammir fala sobre sua carreira

Por: Furacao.com

Foto Destaque

Sammir vai participar de competição no Japão

O meia rubro-negro Sammir parte neste sábado para o Japão. Não, o jogador não foi negociado. Com a Seleção Brasileira Sub-18, Jorge Sammir Cruz Campos vai disputar o Copa Sendai entre os dias 15 e 19 de setembro. Neste sábado, em um amistoso preparatório para a competição asiática, o atleta marcou um dos gols da vitória brasileira por 4 a 0 contra o time Sub-23 da Liga de Poços de Caldas, cidade mineira onde a delegação faz a sua concentração.

A estréia do time comandado pelo técnico René Weber está marcada para o próximo dia 15, contra a Seleção de Tohoku, jogando ainda contra o Japão no dia 17 e a Croácia no dia 19. Direto de Minas Gerais, Sammir conversou com a equipe Furacao.com e contou como foi receber mais uma convocação e o que espera da competição japonesa.

Como foi o começo da sua carreira?
Foi um começo bem tranqüilo. Sempre os meus companheiros ajudaram na minha adaptação. Eu comecei a jogar bola aos 11 anos no Atlético Mineiro e no mesmo ano, em 2001, eu vim para o Atlético.

Quando aconteceu a sua primeira convocação para a Seleção Brasileira?
Foi em setembro do ano passado. Eu já estava jogando pelos juniores do Atlético e fui convocado para a Seleção Sub-17.

Você imaginava chegar à Seleção tão cedo?
Não, eu não esperava isso, mas sempre tive como objetivo chegar à Seleção. Consegui conquistar isso.

Onde você estava quando recebeu a notícia da convocação?
Eu tinha acabado de chegar da Taça Belo Horizonte e então fui chamado pelo Vinícius (Eutrópio, auxiliar técnico da equipe profissional) para receber a notícia.

O que você sentiu ao ser convocado novamente?
Senti que o meu trabalho foi bem feito e está sendo reconhecido.

Qual a maior dificuldade que você acredita que vai encarar nessa competição pela Seleção?
Acho que vamos encontrar muitas dificuldades. Todas as Seleções estão com um nível muito alto e quando ficam sabendo que vão enfrentar o Brasil, os jogadores adversários dão o máximo para sair com a vitória.

Você acredita que essa convocação agora vai te ajudar na equipe profissional do Atlético, já que você já estava treinando lá?
Com certeza. Todas as competições internacionais acabam te dando mais experiência e essa não poderia ser diferente, ainda mais jogando pela Seleção Brasileira.

E lá no Japão, no que vai te ajudar o fato de já ter treinado com o time profissional do Atlético?
A convivência com os jogadores da equipe profissional acabam dando um pouco de experiência, o que me ajuda dentro, mas principalmente fora de campo também.

Conta para o torcedor atleticano qual é o teu estilo de jogo.
Eu procuro ser o mais dinâmico possível, gosto de servir meus companheiros e tento ser o mais rápido possível. Meus treinadores sempre me ensinaram que o futebol de hoje requer um dinamismo do jogador.

Você conhece os outros jogadores convocados? Qual deles você destacaria como o jogador que pode fazer a diferença nesta competição?
Nesta minha terceira convocação surgiram muitos jogadores diferentes, mas destes eu destaco o meia Edimilson, do Santos.

Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=15641

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active