Furacao.com
Notícias

Sub-20 | segunda-feira, 15 de agosto de 2005, 00h16

Quem é quem nas categorias de base

Por: Furacao.com

Foto Destaque

Leandro Bravin, o mais legal na opinião dos colegas, é abraçado por Rodrigo Crasso e Dudu

A votação, nada convencional, descobriu as características de alguns atletas e aconteceu durante alguns meses. Os votos partiram dos próprios jogadores, que indicavam o companheiro que mais se encaixava nas seguintes categorias: o mais engraçado, tímido, preguiçoso, trabalhador, comilão, medroso, corajoso, organizado, desorganizado, mandão, o líder do grupo, mulherengo, religioso, elegante, cabeça quente, teimoso, esperto, chato, legal, vaidoso e o jogador em que se espelham.

O jogador mais lembrado pelos companheiros foi o zagueiro Douglas, recém-promovido para o profissional e que fez sua estréia no time de cima contra o Paysandu. Ele venceu em cinco categorias: mais corajoso, mandão, mulherengo, cabeça quente e chato. Em função do longo tempo de votação, alguns dos jogadores eleitos, como Baiano e Samuel, já não estão mais no time do Atlético - ambos foram emprestados ao Figueirense. Da equipe profissional, os jogadores elegeram como o exemplo a ser seguido o meia Fernandinho, recentemente negociado com o futebol ucraniano.

Confira abaixo o resultado nas eleições dos juniores do Furacão:

MAIS ENGRAÇADO: BAIANO
Foi o único jogador eleito com 100% dos votos. Marcos Anderson Souza dos Santos chegou ao Atlético com idade para jogar na equipe juvenil. Polivalente, Baiano joga de zagueiro, lateral-direita e volante. Em 2004, chegou a ser promovido à equipe profissional pelo técnico Mário Sérgio, mas logo voltou aos juniores. No início deste ano, foi emprestado ao Figueirense.

Marcos A. Souza dos Santos - Baiano
04.03.1986 - Salvador (BA)
1.80 m - 70 kg

MAIS TÍMIDO: SAMMIR
O baiano Jorge Sammir Cruz Campos é uma das principais promessas das categorias de base do Atlético e atua na posição de meia ofensivo. Com a profissionalização de Evandro, assumiu definitivamente a condição de titular e principal articulador das jogadas da equipe júnior. Após uma breve passada pelo Atlético Mineiro, Sammir desembarcou no CT do Caju. Em 2004, o meia foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-17 e disputou um torneio no Japão. Há poucas semanas, foi novamente chamado pelo técnico Rene Weber e disputou a Milk Cup, na Irlanda do Norte, com a Seleção Sub-18. Mesmo com o sucesso dentro dos gramados, Sammir é considerado tímido pelos companheiros.

Jorge Sammir Cruz Campos
23.04.1987 - Itabuna (BA)
1.75 m - 74 kg

MAIS PREGUIÇOSO: RONIS
Disputou seu último campeonato como juvenil no início deste ano, no Rio Grande do Sul, onde a equipe do técnico Marquinhos Benatto jogou a Copa Santiago. Logo depois, foi chamado para integrar o elenco de juniores. Natural da Bahia, não deixou escapar o título de mais preguiçoso do plantel.

Ronis Ribeiro dos Santos
12.02.1987 - Ilhéus (BA)
1.73 m - 65 kg

MAIS TRABALHADOR: ALEX
Também revelado no PSTC, o zagueiro chegou ao Atlético em 2003. Alex José de Oliveira Fraga foi eleito o jogador mais trabalhador pela vontade demonstrada nos treinamentos e jogos. Segundo seus companheiros, Alex é sempre o primeiro jogador a chegar ao gramado e o último a descer para o vestiário.

Alex José de Oliveira Fraga
22.05.1986 - Alto Paraná (PR)
1.80 m - 78 kg

MAIOR COMILÃO: LEANDRO SENA
Outro jogador oriundo da parceria entre Atlético e PSTC, Leandro Sena da Silva chegou ao CT do Caju em 2004. Neste ano, disputou a Copa Santiago com a equipe juvenil e, logo depois, subiu à equipe júnior. Apesar de reserva, não encontra páreo nas mesas e ganhou o título de maior comilão.

Leandro Sena da Silva
30.08.1987 - São Paulo (SP)
1.83 m - 73 kg

MAIS MEDROSO, MAIS DESORGANIZADO, MAIS VAIDOSO: PAULINHO
O volante Paulo César Urnau chegou ao Atlético para a equipe juvenil. Após disputar a Copa Santiago em 2005, foi promovido ao time júnior, comandado por Leandro Niehues. Em dezembro de 2003, recebeu o Troféu Prata da Casa da Associação Paranaense de Escolas de Futebol por ter sido o melhor lateral-direita juvenil no ano. A mesma polivalência demonstrada nos gramados (joga como zagueiro, volante e lateral), exibe também fora do campo: foi o mais medroso, o mais bagunçado e o mais vaidoso.

Paulo César Urnau - Paulinho
12.03.1987 - Foz do Iguaçu (PR)
1.72 m - 68 kg

MAIS CORAJOSO, MANDÃO, MULHERENGO, CABEÇA QUENTE E CHATO: DOUGLAS
A maior alegria de um jogador de base é estrear pela equipe profissional. No último sábado, quando o Atlético jogou em Belém contra o Paysandu pelo Campeonato Brasileiro, o zagueiro Douglas Marques dos Santos realizou um sonho. Chamado para compor o elenco que estava com vários desfalques, o jogador acabou entrando no jogo aos 28 minutos do segundo tempo, no lugar de André Rocha, e jogou pelo profissional pela primeira vez. Os torcedores não sabiam, mas estava em campo o mais corajoso - e também o mais chato - atleta júnior do Furacão.

Douglas Marques dos Santos
18.05.1985 - São Paulo (SP)
1.85 m - 74 kg

MAIS ORGANIZADO E O LÍDER DO GRUPO: GUILHERME
O jogador mais organizado do time começou a carreira no PSTC e também já teve a sua oportunidade na equipe profissional do rubro-negro. No início do ano Diego, titular na equipe profissional, machucou-se e os dois reservas imediatos, Tiago Cardoso e Vinicius, acabaram indo para a Colômbia, onde o Atlético iria disputar uma partida da Copa Libertadores da América. Essa foi a chance que Guilherme Alvin Marinato teve de fazer seu primeiro jogo. Fã de Zico, Guilherme estreou contra o Nacional em Rolândia no dia 13 de fevereiro.

Guilherme Alvim Marinato
12.12.1985 - Cataguases (MG)
1.95 m - 81 kg

MAIS RELIGIOSO: THIAGO GASPARINO
O volante chegou ao Atlético no início do ano para completar a equipe que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Chamado para suprir os desfalques dos jogadores que estavam no profissional disputando o Campeonato Paranaense, Thiago Gasparino se firmou como titular da equipe. Esteve presente também entre os onze titulares durante a conquista da Dallas Cup. Gasparino recebeu boa parte dos votos e acabou sendo eleito o jogador mais religioso do elenco júnior.

Thiago Gasparino
16.02.1986 - Arapongas (PR)
1.79 m - 68 kg

MAIS ELEGANTE E MAIS LEGAL*: LEANDRO BRAVIN
O meia chegou ao CT do Caju no ano passado. E disputou a competição nacional mais importante da categoria, a Copa São Paulo. No interior de São Paulo, Leandro Henrique Oliveira Bravin não foi tão feliz quanto nos Estados Unidos, onde foi campeão da Dallas Cup.

Leandro H. Oliveira Bravin
13.05.1986 - Maringá (PR)
1.72 m - 70 kg

MAIS LEGAL*: CHICO
O zagueiro e volante, que também já atuou na lateral-esquerda do time comandado por Leandro Niehues, foi trazido para o Atlético em 2004. Luís Francisco Grando foi revelado pelo PSTC e chegou ao Rubro-negro através da parceria que o clube mantém com o time de Londrina.

Luís Francisco Grando - Chico
02.02.1987 - Pato Branco (PR)
1.84 m - 78 kg

MAIS TEIMOSO: LUCAS PIASENTIN
O zagueiro chegou ao PSTC através de uma peneira realizada no clube. Permaneceu em Londrina durante três anos até chegar ao Rubro-negro. Fã de Juan, Lucas Piasentin não vê a hora de jogar na equipe profissional. Neste mês, o jogador passa a ter responsabilidades a mais fora de campo também. Lucas é um dos jogadores atleticanos que passaram no vestibular e começa a fazer Educação Física já na próxima semana. Sobre ser eleito o jogador mais teimoso, Lucas confessou que realmente não desiste até conseguir o que deseja, “mas isso é mais persistência do que teimosia”. O jogador recebeu votos também na categoria “cabeça quente”.

Lucas Piasentin
17.03.1986 - Londrina (PR)
1.92 m - 76 kg

MAIS ESPERTO: VAGNER
O goleiro foi promovido à equipe júnior neste ano, quando Vinicius passou a ser o quarto goleiro do time profissional. Desde então, Vagner da Silva já recebeu várias oportunidades de entrar como titular em partidas dos campeonatos de juniores. Neste ano participou do bicampeonato atleticano da Dallas Cup. Assim como Paulinho, o jogador também recebeu o Troféu Prata da Casa da Associação Paranaense de Escolas de Futebol por ter sido o melhor de sua posição na categoria juvenil de 2003.

Vagner da Silva
06.06.1986 - Araruna (PR)
1.84 m - 73 kg

JOGADOR ESPELHO: FERNANDINHO
Fernandinho começou sua carreira nas categorias de base do PSTC, em Londrina. Chegou ao Atlético em 2002 ainda com idade para jogar na equipe juvenil. No mesmo ano conquistou o Campeonato Paranaense de Juniores, marcando um gol na final contra o Londrina. No início de 2003 foi promovido ao profissional pelo técnico Oswaldo Alvarez e, no mesmo ano, foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20, sendo o autor do gol que deu o título mundial ao Brasil, na final contra os espanhóis. Depois de ter sido vice-campeão brasileiro e vice-campeão da Copa Libertadores da América, o meia transferiu-se para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

Fernando Luis Roza - Fernandinho
04.05.1985 - Londrina (PR)
1.76 m - 67 kg

Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=15373

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Últimas Notícias
Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active