Em 1996, o Atlético começava a dar seus passos como um dos maiores times do Brasil. A equipe rubro-negra chegou a liderar o Campeonato Brasileiro daquele ano e só não foi além das quartas-de-finais em virtude dos diversos motivos que afetaram o elenco após o lamentável episódio nas Laranjeiras, contra o Fluminense, quando os jogadores do Furacão foram agredidos pelos torcedores cariocas. A situação foi ainda mais crítica com o goleiro Ricardo Pinto, covardemente atacado e posteriormente encaminhado ao hospital com traumatismo craniano.

Enquanto isso, do lado de fora dos gramados, os fanáticos torcedores Cleverson Freitas e Juarez Vilella Filho acompanhavam todas as informações de perto, lendo cada linha de jornal, assistindo todos os programas de televisão e ouvindo os diversos debates no rádio. Porém, isso não foi suficiente para conter o entusiasmo dos dois pelo Atlético. Ambos queriam demonstrar de alguma forma a sua paixão pelo Furacão. Navegando pelos sites de futebol, os dois tiveram como inspiração uma página de torcedores do Independiente, da Argentina, e outra da torcida organizada Galoucura, do Atlético Mineiro.

Foi assim que, em outubro de 1996, nos primórdios da Internet brasileira, Cleverson e Juarez tiveram a idéia de criar um site de torcedores para o Atlético. O clube já possuía uma página feito por um torcedor, hospedada no Geocities, mas o foco era mais institucional. A Furacao.com, que na época ainda não tinha domínio próprio surgiu para criar um elo com a torcida rubro-negra. Então, os dois – totalmente leigos em linguagem html - passaram semanas para começar a desenvolver a página.

Muitas noites foram passadas em claro, em virtude das dificuldades para ter de inclusive aprender a como pular uma linha no texto, que é facilmente obtida pela tag <br>. Todavia, não existiam editores de html como os de hoje e tudo isso era obtido através do modesto Bloco de Notas do Windows. Cleverson passava a maior parte do tempo tentando desvendar os segredos da linguagem web, enquanto Juarez pesquisava diversos materiais que iriam compor o conteúdo da página.

O registro de domínios próprios era algo muito complexo e caro naquele ano. Então, a melhor solução foi hospedar o site no servidor gratuito Tripod. Dessa forma, o primeiro endereço da Furacao.com foi http://members.tripod.com/~furacao, que no início tinha somente cerca de 30 visitantes. Clique aqui para ver a versão antiga. A maior parte deles eram integrantes da lista de e-mails oficial do clube, que era administrada por Loriano Modzinski e posteriormente virou o webmaster do site oficial e mais tarde fundador da própria Furacao.com.

Aos poucos, o site foi se tornando referência para os torcedores atleticanos na Internet. Com a grande demanda, os torcedores Cleverson Freitas, Loriano Modzinski, Marçal Justen Neto e Eduardo Aguiar resolveram se unir e em 1998 a página adquiriu um domínio próprio – www.furacao.com. O nome não poderia ter sido melhor, revelando fortemente a paixão por um dos melhores clubes do Brasil e é facilmente registrado na memória do torcedor em associação ao grande time do Atlético.

Houve uma grande revolução na história do Atlético na Internet com o Furacao.com. Em 1999 os torcedores, com a entrada de Luiz Eduardo Xavier na equipe, criaram o programa de rádio “A Hora do Furacão”, transmitido todos os domingos pela Rádio Nacional. No mesmo ano foi realizado o primeiro bate-papo pela Internet com jogadores atleticanos. Lucas e Adriano, os principais atletas da equipe na época participaram do “chat” em parceria com o provedor Matrix.

Com tanta inovação, o site começou a ganhar respeito inclusive da mídia paranaense. “A Internet é, positivamente, um achado. Surfei bastante por aí, recolhi dados interessantes e no fundo nem precisava tanto. Tem tudo pronto, mastigado, condensado no site www.furacao.com, um dos mais bem acabados dentre os que conheci. É um site de leitura diária recomendável a todos os atleticanos”, reconheceu Luiz Augusto Xavier em sua coluna no jornal O Estado do Paraná.

A Furacao.com não parou por aí. No início de 2001, Sérgio Tavares Filho passou a integrar a equipe de editores do site e foi apresentado o Tour Virtual 360°da Arena da Baixada, no qual o torcedor tem a possibilidade de se sentir no meio do gramado e conhecer o estádio por todos os ângulos. O número de internautas visitando o site não parava de crescer e a responsabilidade de seus editores aumentava a cada dia.

Foi então que vieram as maiores recompensas por todo esforço no site. Primeiro pelo inédito título de Campeão Brasileiro do Atlético e depois, com os votos da torcida atleticana, a Furacao.com foi eleita Top3 na categoria Pessoal-Esportes no Prêmio iBEST 2002, o verdadeiro Oscar da Internet Brasileira. A cerimônia de premiação aconteceu no Via Funchal, em São Paulo, e os editores Cleverson, Marçal e Sérgio representaram muito bem as cores rubro-negras, felizes com o título e o prêmio conquistado. Essa alegria voltou a se repetir em 2003, 2004 e 2005, inclusive na categoria Regional-Paraná, a qual inclui todos os sites do Estado.

Provando mais uma vez a sua grande paixão pelas cores rubro-negras, a Furacao.com prestou uma grande homenagem ao torcedor no aniversário de 80 anos do Clube Atlético Paranaense. Lançou o Especial 80 Anos, um trabalho de fôlego completo sobre a história do clube e jamais visto pela torcida e mídia paranaense. Foram diversos meses de intensa pesquisa realizada por uma equipe apaixonada pelo Furacão, culminando num “hotsite” digno da grandeza do Atlético.

Em 2005, num dos melhores anos da história do Atlético, a Furacao.com esteve sempre junto com o time rubro-negro para informar os ávidos torcedores atleticanos, principalmente na excelente campanha da Copa Toyota Libertadores, na qual nem mesmo o fato de ter de disputar a final longe de casa deixou o site longe do Furacão. A cobertura realizada nessa competição rendeu inclusive o Troféu "Atleticanos das Américas", uma homenagem do ETA em reconhecimento ao árduo trabalho.

Atualmente, a Furacao.com é referência para todos quando se trata de Atlético. Nunca um veículo de comunicação se especializou tão profundamente no assunto. Com todo esse conhecimento, o site tenta passar todas as informações para o torcedor atleticano, deixá-lo sempre bem informado. Ou seja, com o mesmo objetivo de quando foi lançado, de divulgar cada vez mais as cores do Furacão pelo mundo afora. O Atlético não é apenas nossa religião, é a nossa vida.

 
Últimas Notícias